quinta-feira, 22 de junho de 2017

Minha Playlist para corrida


A música pode ser um bom estímulo na corrida, alguns adoram, outras não gostam muito. Sou de fases, alguns meses adoro treinar com música, outros nem tanto. Nos últimos meses treinei com música, me sinto mais animada e não penso tanto no percurso ou quilometragem.
Fiz uma playlist para maratona de Porto Alegre, na verdade incluí algumas músicas a mais na playlist que ja estava usando, como na maratona corremos por várias horas, aumentei as músicas também.

Minha Playlist:

1- American Idiota - Green Day
2- Back In Black - AC/DC
3- Bailando - Enrique Iglesias
4- Be My Lover - La Bouche
5- Beijinho no Ombro -  Valesca Popozuda 
6- Black or White - Michel Jackson
7- Cheguei - Ludmilla
8- Cotton Eye Joe - Rednex Sex & Violins
9- Crazy In Love - Beyonce
10- Dance The Night Away - Van Halen
11- Desde Esa Noche - Thalia e Maluma
12- Despacito - Luis Fonsi, Daddy Yankee
13- Deu Onda - MC G15
14- Dirty Deeds Done Dirt Cheap - AC/DC
15- Do Whant U Want - Lady Gaga
16- Don't Stop The Music - Rihanna
17- Duele El Corazon - Enrique Iglesias
18- Enter Sandman - Metallica
19- Eye of the Tiger - Survivor 
20- For Whon the Bell Tolls - Metallica
21- Gonna Make you Sweat - C & C Music Factory
22- Heatseeker - AC/DC
23- Hells Bells - AC/DC
24- Highway to Hell - AC/DC
25- I can't Get No -Satisfaction - The Rolling Stones
26- I Gotta Feeling - The Black Eyed Peas
27- I'm too Sexy - Right Said Fred
28- I've Had The Time Of My Life - Bill Medley, Jennifer Warnes
29- Iron Man - Black Sabbath
30- Let's Get Loud - Jennifer Lopez
31- Livin'la Vida Loca - Ricky Matin
32- Loka - Simone& Simaria
33- Lovers on the Sun - David Guetta
34- Malbec - Henrique&Diego
35- Manbo n.5 - Lou Begah
36- Michael Douglas - João Brasil
37- Movimento da Sanfoninha - Anitta
38- N.I.B. - Black Sabbath
39- Neon Knights - Black Sabbath
40- O Descobridor dos Sete Mares - Tim Maia
41- Paradinha - Anitta
42- Pump It- The Black Eyed Peas
43- Rock or Bust - AC/DC
44- S&M - Rihanna
45- Shake a Leg - AC/DC
46- Shoot to Thrill - AC/DC
47- Show das Poderosas - Anitta
48- Sim ou Não - Anitta . Maluma
49- Smells Like Teen Spirit - Nirvana
50- Sou Eu - Ludmilla
51- Sweet Child O' Mine -Guns N' Roses
52- Sweet Dreams - Eurythmics
53- T.N.T. - AC/DC
54- Take Me Out - Franz Ferdinand
55- That's My Girl - Fifth Harmony
56- U Can't Touch This - MC Hammer
57- Who Made Who - AC/DC
58- Womanizer - Britney Spears
59 - Work B**ch - Britney Spears
60- Worth It - Fifth Harmony
61- You Shook Me All Night Long - AC/DC






sábado, 17 de junho de 2017

A Dor e Alegria de correr a primeira Maratona



No domingo 11/06 aconteceu a Maratona Internacional de Porto Alegre. 
A prova reuniu quase 10 mil corredores nos percursos de 3km, 5km, 10km, 21km e 42km.

Como comentei anteriormente aqui no blog, decidi treinar, me preparar para fazer a tão sonhada primeira maratona. Foram 4 meses de treinos específicos até a data da prova, já com uma base de 8 anos na corrida de rua.
- Foram quatro meses pensando, acordando, treinando, dormindo, comendo, tudo...pensando na maratona.
- Treinos 6 vezes na semana, algumas vezes 2 treinos no dia.
- Tudo que comia, pensava na tal da maratona. "Isso pode, isso não, isso vai comprometer no treino."
Tive a orientação da Nutri Adriane Rodriguez. 
- Algumas (muitas) renúncias, saidinhas, bebidinhas, a prioridade era sempre tentar dormir mais cedo. Saída na sexta à noite? Nem pensar, sábado tem longão, ou seja, treino com a maior quilometragem da semana. E assim foi, vieram os treinos de 25km, 26km, o assustador 30km e 32km.
A parceria e amizade nos treinos foram fundamentais. Muitos treinos, muitas horas, muita dedicação, muita terapia do asfalto com a amiga Cris Chemello, parceira incansável em todos os momentos.
Nas últimas três semanas que antecederam a prova as dores vieram com tudo! Dores na coxa esquerda, dor física e mental, cansaço dos treinos e a eterna dúvida de quem vai fazer sua primeira maratona: será que consigo? Essas dores me fizeram  parar, fiquei alguns dias sem treinar o que acabou me deixando mais ansiosa ainda, apesar de toda calma e orientação do meu treinador Prof.Chico.
Sou grata ao meu amigo Dr. Nilvio Severo, traumatologista que me atendeu com muita agilidade. Fiz ressonância uma semana antes da maratona e sem lesão, fui liberada para seguir em frente. 
Fiz algumas sessões de Fisioterapia com a Rafaela Cabral, que também  me ajudou em todo processo.

Enfim, tudo  pronto...chegou o dia da prova, da maratona, dos 42km195m.
Acordei às 04:30h da manhã no domingo, às 6h já estávamos no Barra Shopping local da largada da maratona. Friozinho de 10.C na largada e o coração batendo forte, ansiedade a mil.
Por mais que tentasse me acalmar, pensar "fica tranquila, você treinou", ahhh baby, é impossível, é a tão sonhada maratona, oremos todos! 
Nos primeiros quilômetros tudo ok, controlando o pace/velocidade, aquela euforia da largada. Após o km 7 eu e a Cris nos distanciamos um pouco e depois a perdi de vista. Próximo ao km 10 me deu vontade de fazer "xixi" e cadê o banheiro químico? Meu marido estava me acompanhando de bike, logo encontrou um matinho acessível para eu usar, quem nunca? Problema resolvido.
A minha ansiedade me deixou "travada", a corrida não fluiu solta, mas seguimos o baile e era longo o tal baile. Meu marido esteve do meu lado o tempo todo, de bike ele levou uma mochila com: mariola, pasta de amendoim, biofenac spray, tylenol, água, isotônico...enfim, vários outros itens que auxiliaram durante o percurso. 

No km 27, eu já estava bem cansada e intercalando algumas caminhadas durante a prova, nesse momento quebrou a corrente da bike e meu marido fez os 15km finais empurrando a bike e correndo comigo.
Tive início de cãibra algumas vezes durante o percurso o que me fez reduzir bastante o ritmo e intercalar com caminhada. Senti dores no joelho, nas panturrilhas, corpo pesado...fiquei feliz quando avistei a plaquinha dos 30km, enfim você chegou danadinho!!! Agora precisava administrar 12km.
Nesse momento você vê muita gente caminhando, parando, sentindo dor e tantas outras te motivando a não parar. 

Segui em frente, passo por passo, quilômetro por quilômetro e começa a passar um filme na cabeça, toda trajetória, tudo que fiz até chegar ali, todas as pessoas envolvidas, tudooo! Dor, trote, caminhada, vamos lá, não é momento para parar, senão o corpo trava de vez! O apoio do meu marido foi fundamental, sempre me motivando a não parar e dizendo que eu iria chegar. Foto na plaquinha de 41km, faltava pouco, a emoção começou a tomar conta.

Quando avistei o pórtico de chegada, ahhhh me emocionei, chorei feito criança, estava a poucos metros da realização do meu sonho apesar de tanta dor. 
Choro, emoção, felicidade, dor, a chegada!!

Minha filha veio ao meu encontro, cruzamos a linha de chegada juntas, quanta emoção, lágrimas de felicidade, de conquista, de sonho realizado, de tanto esforço, de euforia, amor! Que alegria!!

O choro, o abraço da chegada, as amigas, o brinde, só emoção!




Só tenho a agradecer a todos os envolvidos em todo processo, família, amigos, profissionais, todos que participaram de alguma forma e torceram por mim, obrigada!

Agora posso dizer: Eu sou maratonista! Se valeu a pena? Muito, cada quilômetro!