Pular para o conteúdo principal

5 passos para emagrecer correndo



1. O primeiro passo para se eliminar o peso extra com a corrida deve ser dado longe das ruas e esteiras. Por isso, procure um médico para que seja realizado alguns exames clínicos que dirão se você está apto ou não para começar a praticar uma atividade física. “Os exames mais comuns são o teste ergométrico, o hemograma completo e o ecocardiograma, mas outros exames poderão ser solicitados, dependendo da avaliação feita pelo profissional de saúde”, explica o professor Zeca, diretor técnico da assessoria esportiva Ztrack.
2. Correr nem sempre é sinônimo de pressa. Se você está saindo agora do sedentarismo, deve começar devagar, respeitando seus limites. “Intercalar a caminhada com um trote bem leve, aliado a alguns exercícios de fortalecimento articular preparatório para a atividade, é o ideal para quem está saindo da inércia”, explica Zeca. “Porque, esses treinos estimulam o organismo a evoluir fisicamente, além de usarem gordura como fonte de energia”, completa.
3. Para atingir seu objetivo é importante que você se alimente bem, isto, é, coma de tudo com equilíbrio. Sem excessos, seu prato deve conter alimentos dos três grupos — carboidratos, proteínas e gorduras. Antes dos treinos, dê preferência aos carboidratos complexos, como pães, torradas e arroz integrais e aveia. “Eles ajudam o nosso corpo a usar a gordura como fonte de energia e a manter o rendimento na corrida”, justifica o nutricionista Luís Alves. As proteínas (carnes em geral, leite e derivados e leguminosas) e as gorduras (manteiga, margarina, óleos, azeite, castanhas etc.) também podem ser consumidos nessa hora, mas em menores quantidades.
4. Já tentou correr e acabou parando? Para que isso não volte a acontecer, o segredo é variar os treinos. Além de favorecer a evolução rápida de rendimento, essa alternância ajuda o corredor a ficar mais motivado e      focado. Outra sugestão é traçar metas detalhadas e acompanhar seu progresso periodicamente. “Colocar objetivos curtos, baseados no percentual de gordura corporal, peso e quilômetros rodados, por exemplo, ajuda a manter a motivação em alta”, garante o professor Zeca.
5. Alguns tipos de treino favorecem mais a queima de gordura que outros. Por isso é importante que você siga a planilha respeitando as atividades previstas pelo treinador. Exercícios que mantêm o batimento cardíaco na faixa de 60% a 70% são os mais indicados. “Para otimizar a perda de peso e a utilização da gordura como fonte de energia, o treinamento deverá atingir durante o maior tempo possível uma faixa cardíaca já determinada no teste ergométrico (ou ergoespirométrico)”, aconselha o diretor técnico da assessoria esportiva Ztrack.
 - Fontes: José Carlos Fernando, o “professor Zeca”, formado em educação física pela Universidade de Santo Amaro, é diretor técnico da assessoria esportiva ZTrack Esporte e Saúde. Luís Ricardo de Souza Alves é nutricionista pós-graduado em nutrição esportiva e comanda a clínica Nutrição Fácil (www.nutricaofacil.ntr.br).
 (Matéria publicada na revista O2 nº113, setembro de 2012) O2 

Comentários

  1. Preciso de animo pra correr, comecei na rua, dps na esteira, mas ainda não me identifiquei, quem sabe uma hora me empolgo Ro...beijussss

    ResponderExcluir
  2. Oi Rosângela, depois de um longo tempo voltei para meu blog. rsrs
    Achei muito interessante sua matéria sobre a corrida, preciso melhorar meu condicionamento físico para poder conseguir correr. Eu ainda chego lá. rsrs
    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Dicas perfeitas... amei o post. bjs e beba água!

    ResponderExcluir
  4. Um post muito acertado, em termos de corrida !!! Começar gradualmente, é a chave para a permanência em treinos, além do mais, fica tudo mais prazeiroso. Fazer por obrigação e desgastando demais, nem pensar, certo, amiga ! Beijo.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Bolo de Cenoura com farinha de Coco

Uma ótima novidade, o Wagner Andrade estará compartilhando suas deliciosas receitas aqui no blog, todas produzidas por ele, receitas leves que valem a pena experimentar, para estreia temos esse delicioso Bolo de Cenoura.



Bolo de cenoura Proteico com farinha de coco e farelo aveia

Ingredientes:
-3 cenouras média  
- 6 claras
- Essência de baunilha
- Stevia 40 a 50 gotas
- 50ml de água fervente
- Fermento 1 colher de chá
Opções de acompanhamentos que super combinam: whey, leite em pó, pasta de amendoim, banana, morango, canela, coco ralado.
- 3 ovos
- 150g de farinha de coco - 150g de farelo de aveia
- 90g de chocolate 60% a 70% cacau cobertura

1. No liquidificador bata as cenouras picadas, ovos, claras, baunilha e o adoçante por volta de 1 a 2 minutos até as cenouras ficarem bem processadas.

2. Agora acrescente as farinhas de coco e farelo de aveia e misture com uma colher, aos poucos acrescente a água fervente até que a massa fique pastosa e por último o fermento químico. Leve ao forno pré-a…

Sorteio- Kit Auxiliar no Emagrecimento

Sorteio : Belthys e Cápsulas de Oliveira da Tiaraju
Pensando na qualidade dos produtos do Laboratório Tiaraju, e no carinho sempre recebido no blog, quero proporcionar este sorteio para dar um ânimo na RA das queridas(os) seguidoras(es). Mas nunca esqueçam da Atividade físicas !!!
Vamos aos benefícios dos produtos:

Belthys: composto Quistosana, Abacaxi desitratado e Cromo.
A Quitosana auxilia na redução da absorção de gordura e colesterol. seu consumo deve estar associado a uma dieta equilibrada e hábitos de vida saudáveis. A Quitosana é uma fibra natural solúvel, não digerível e não calórica, extraída das carapaças de alguns crustáceos, como a lagosta e o camarão. Sua estrutura molecular permite que alta capacidade de se ligar às gorduras presentes na alimentação e removê-la do corpo. Devido à alta densidade das cargas positivas deste polissacarideo, a quitosana atrai e se liga aos lipídeos (moléculas de gordura de natureza negativa). No estômago, devido a acidez, a quitosana a…

Kássia emagreceu 21kg

Hoje quero compartilhar com vocês a superação e mudança da querida amiga virtual Kássia. Ela deixou o sedentarismos de lado, começou a se exercitar em casa e mudou totalmente seu estilo de vida, tenho muito orgulho de acompanhar todo esforço e essa trajetória linda! Segue abaixo o depoimento dela:

Meu "sobrepeso"  de fato não incomodava tanto a ponto de fazer loucuras ou dietas mirabolantes. Comecei a engordar quando me casei, depois tive meu primeiro filho e aí a coisa ficou séria. Engordei 14kg na gestação, não me lembro de ficar me pesando ou fazendo dietas depois que tive ele.  Pensava, "tô casada, feliz, com um filho e meu marido me ama". Quando meu filho tinha 6 meses me lembro de estar com 67 kg, mas logo me vi engordando e muito, em pouco tempo. O fato é que fui me descuidando. Anos se passaram e eu sempre oscilando entre 79kg e 85kg (conheci vários blogs nessa época, inclusive o da Rô). Fiquei nessa sanfona por uns 6 anos. Até que engravidei da minha pequena …