terça-feira, 20 de abril de 2010

Lazer, boa alimentação e exercício físico contra a depressão

bem estar 1

Um dos males deste século, juntamente com o estresse e a ansiedade é a depressão. Estima-se que quase 30% da população mundial possa estar com depressão sem saber. Como a maioria da população desconhece a doença depressão (suas causas e efeitos) o seu tratamento torna-se problemático.

Quimicamente, a depressão é causada por um defeito nos neurotransmissores responsáveis pela produção de hormônios como a serotonina e endorfina, que nos dão a sensação de conforto, prazer e bem-estar. Quando há algum problema nesses neurotransmissores, a pessoa começa a apresentar sintomas como desânimo, tristeza, autoflagelação, perda do interesse sexual, falta de energia para atividades simples, e muitas vezes é tachado de preguiçoso, irresponsável, sofrendo ainda mais com esta situação.

Estudos desenvolvidos a partir da constatação epidemiológica, apesar de terem somente alguns anos, apontam para a tese de que não são os hormônios em si os “culpados”, mas o fato de algumas pessoas, principalmente as mulheres terem sua “química” cerebral mais vulnerável às oscilações hormonais.

Em geral, em algum momento de suas vidas, uma em cada cinco pessoas experimentará pelo menos um episódio depressivo. Embora se trate de um distúrbio químico, a depressão sempre tem, em sua raiz, algum motivo psicológico. Assim, seu tratamento inclui, necessariamente, a psicoterapia. “O remédio ajuda muito, mas ele não é eterno. Se a causa primeira não for tratada, a depressão voltará”.

Realizar com regularidade atividades que lhe dão prazer, ajuda tanto na prevenção como no tratamento da depressão. Uma alimentação adequada é essencial para o estado de humor. Dietas muito restritivas, ou espaços longos entre uma refeição e outra (mais que 4horas) baixam muito a quantidade de glicose cerebral e tiram a sua alegria. Os níveis cerebrais de serotonina (substância que melhora o humor de uma maneira geral) são dependentes da ingestão de alimentos fontes do aminoácido, triptofano (substancia presente na banana e outros) e de carboidratos. Se o desânimo está ameaçando sua segunda-feira, procure comer salmão, atum ou sardinha, estes alimentos são ricos em Ácidos Graxos tipo Ômega-3, uma substância útil para combater a depressão, o mau-humor e a impulsividade. A água é um dos ingredientes essenciais para seu humor não afundar. Acalme seu sistema nervoso com pelo menos 08 copos diários.

Os exercícios físicos, principalmente os aeróbios (caminhadas, esteira, bicicleta e outros), liberam as substâncias chamadas endorfina e serotonina (esta última quando o exercício é feito com prazer), que estão relacionadas ao prazer e bem-estar. Mas precisam ser realizados nas quantidades e intensidades adequadas para que se alcance estes efeitos. O treinamento personalizado com pesos (musculação) também é um excelente estimulo hormonal, sendo que alguns hormônios são responsáveis diretos pelo estado de humor.

É importante destacar que a depressão não escolhe idade, profissão ou classe social e que sobram preconceitos por falta de informação. Com os cuidados simples de prevenção (lazer, boa alimentação e exercício físico) e um bom acompanhamento profissional com a necessidade de tratamento medicamentoso e terapêutico, farão com que a pessoa desfrute de todos os prazeres, alegria e bem-estar que a vida oferece!

CUIDE-SE!!! Sua saúde é seu maior patrimônio!

bemcomvoce.com

0 comentários:

Postar um comentário