quinta-feira, 8 de setembro de 2011

Não caia nessa: Medicamento para tratar diabetes é contraindicado para emagrecer

Não caia nessa! Riscos à saúde da liraglutida vão de hipoglicemia e cefaleia a tontura e infecção do trato respiratório, alertam médicos

Sem suar a camisa e sem equilibrar a dieta não há como perder peso de forma saudável. Essa é a premissa básica das sociedades médicas internacionais. Mas sempre há quem queira pegar um atalho e emagrecer com fórmulas mágicas.

A “poção” da vez atende pelo nome de liraglutida (cujo nome comercial é Victoza), um medicamento para o tratamento do diabetes tipo 2, que virou objeto de desejo para quem sonha perder quatro, seis, oito, 10 quilos sem fazer força.
Vale esclarecer que a droga usada para o tratamento do diabetes tipo 2 é eficiente. Funciona assim: no paciente diabético, a insulina produzida pelas células do pâncreas não é suficiente ou não age de modo adequado no organismo, provocando o aumento da quantidade de açúcar no sangue.
O remédio, além de auxiliar o controle glicêmico, proporciona outros benefícios combinados como perda de peso, redução na pressão arterial sistólica e melhora da função das células beta, responsáveis por sintetizar e secretar a insulina.

A liraglutida promove a perda de peso (média de 3 kg ao mês) pelo fato de retardar o esvaziamento gástrico e aumentar a sensação de saciedade após as refeições.

“Liraglutida é um análogo de GLP-1, hormônio natural produzido pelo intestino que colabora para o metabolismo normal da glicose como outros hormônios pancreáticos e gastrointestinais como a insulina, o glucagon, a amilina. O medicamento, indicado na bula para pacientes diabéticos do tipo 2, age no pâncreas estimulando a liberação de insulina apenas quando os níveis de açúcar no sangue estão altos”, explica Marcelo Freire, diretor médico do laboratório Novo Nordisk, que produz o Victoza.
Aplicada uma vez ao dia, por meio de uma caneta de injeção subcutânea, no horário mais conveniente para o paciente, proporciona comodidade ao paciente diabético, estimulando a adesão ao tratamento.
“O que não pode acontecer é a banalização do uso do medicamento. Não faz sentido prescrever a liraglutida com a finalidade de emagrecimento rápido. Vai contra tudo o que sempre pregamos, que é a manutenção da saúde por meio de atividade física regular e alimentação balanceada”, adverte o endocrinologista e médico do esporte Ronaldo Arkader, do Hospital Albert Einstein, de São Paulo.

“Todo tratamento visando perda de peso envolve dieta e exercícios. Trabalhamos a adesão a hábitos saudáveis. Qualquer coisa além disso é acessório. Milagres não existem”, reforça o endocrinologista Ricardo Meirelles, presidente da Comissão de Comunicação Social na Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM).
Os especialistas advertem que todo remédio pode apresentar efeitos colaterais, mesmo para pacientes aos quais ele é indicado. Entre as reações que o liraglutida pode provocar, Arkader cita prisão de ventre, hipoglicemia, cefaleia, tontura, infecção do trato aéreo respiratório (rinite, sinusite), infecção do trato urinário, dor nas costas, dor de estômago e inchaço ou vermelhidão no local da injeção.

Para perda de peso com finalidade estética – aqueles dois ou quatro incômodos quilinhos – a liraglutida é contraindicada.
Fonte: IG Saúde

Resumindo:

Muitas vezes quando  pensamos em emagrecimento queremos resultados imediatos e não temos muita paciência em esperar, ficamos irritadas e queremos que tudo se resolva em uma semana. Depois de emagrecer 33kg, aprendi algumas coisas:

- Atividade física é fundamental no processo de emagrecimento;
- Reeducação alimentar é um estilo de vida e não apenas uma fase em nossa vida;
- Persistência e paciência fazem parte constante neste processo;
- Disciplina é muito importante para o emagrecimento saudável e definitivo;
- Força de vontade, sem ela não fazemos nada;
- Não ter medo de errar, saber a hora de levanter a cabeça e recomçar;
- Devagar e sempre, o que importa é continuar;
- No Pain, No Gain!!!!

11 comentários:

  1. post perfeito menina, não existe milagre, existe esforço e dedicação, essas maluquices dão resultado imediato e depois a saude se vai, e com tempo o peso retorna...
    bjim flor

    ResponderExcluir
  2. Concordo com td :)

    Mto bom post! Minha mae viu a materia na veja e falou para eu perguntar para o nutrologo se nao seria interessante pra mim, NOSSA fiquei REVOLTADA. To fazendo todo um esforço e mudança pra ela pensar nessas coisas?! Nao gosto dessa coisa de remedio. Se tem uma soluçao natural pra que intoxicar meu organismo? :/
    Bom post :*
    Bjo!

    ResponderExcluir
  3. Rô:
    Eu fiquei extremamente indignada qd vi essa matéria de apologia ao medicamento como p/ emagrecer! Eu convivo c/ problema da diabetes, com o Juarez, que é diabético do tipo I, ou seja, o organismo não produz nada de insulina. O problema com o controle de hipoglicemias é terrível e quem convive conosco sabe disto e o qt é complicado. Não consigo admitir como uma Revista de respeito sugira o uso de um medicamente que possa causar este mal as pessoas! Eu espero, realmente que haja uma conscientização que não se pode querer emagrecer a qualquer preço! Parabéns pelo post,espero que sirva ao propósito!

    ResponderExcluir
  4. Esclarecimento é tudo!
    Muito bom Rô.
    Bj

    ResponderExcluir
  5. Oi Rô, concordo plenamente. Os medicamentos pra diabetes causam mal estar nos próprios diabeticos (meu pai é prova disso) imagina em quem nao tem a doença. Infelizmente muitas pessoas querem emagrecer de forma rápida e pra isso arriscam perder além dos quilos a saude também.
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Olá Rô, amiga concordo com vc, fico bege de saber que tem pessoas que tomam medicamento mesmo sabendo que no futuro isso vem a prejudicar a saúde d si próprio, hoje eu sei que com muito esforço e força de vontade nós conseguimos emagrecer assim como tudo na vida é conquistado com muito esforço. beijos lindona.

    ResponderExcluir
  7. Post muito importante! As pessoas precisam entender que, pra emagrecer, o esforço é necessário, sim!
    O pior é q tem gente que ainda arrisca! Enfim...
    Bjks!

    ResponderExcluir
  8. Gostei do informativo*

    Vamos mesmo ficar alertas:

    Saúde é mais importante


    Beiju, Rô!

    ResponderExcluir
  9. Oi Rô! Adorei sua visita =D
    Você é uma inspiração e tanto, adoro vim aqui. Estou um pouco triste comigo mesma, mesmo ter conseguido emagrecer bastante, agora estacionei e naum consigo sair desse meu peso, um saco mesmo! Mas estou indo, de certo logo eu consigo, mas tenho que mudar algo que ainda naum exerguei o que é... Beijocas lindona!!

    ResponderExcluir
  10. Li sobre o tal medicamento ontem, e logo pensei que eu não caiu nessa, estou bem fazendo as coisas certinhas, como tem que ser, e remédio é remédio, sem incação médica ainda, nem pensar.....bjs

    ResponderExcluir
  11. Esse medicamento foi capa da Veja!! Fui ler toda interessada e desanimei na hora!!!
    Tô fora!!

    ResponderExcluir