quinta-feira, 13 de maio de 2010

Vamos exterminar a Barriguinha ?


Exterminar a barriga

Isso é possível se você adotar algumas condutas espertas na sua rotina alimentar. Quem ensina é a nutricionista funcional Andréia Naves, diretora da VP Consultoria Nutricional de São Paulo
1Inclua no cardápio alimentos antiinflamatórios, que previnem o acúmulo de gordura no abdome: cúrcuma, gengibre, pimenta vermelha, chá verde, frutas vermelhas (mirtilo, uvas e berries) e peixes em geral.

2 Fique longe do excesso de açúcar – proveniente, principalmente, dos refrigerantes. No quesito bebidas, aliás, evite tomá-las junto às refeições para não comprometer a absorção de nutrientes importantes no processo de emagrecimento.

3 Elimine as toxinas.
Para tanto, saboreie, pelo menos, duas porções (1 pires) de couve, couve-debruxelas, brócolis ou agrião cozidas no vapor. Assim, você potencializa a desintoxicação do organismo. Se possível, opte pelas versões orgânicas.

4 Reduza o estresse.
Ele aumenta, de forma desequilibrada, a produção de cortisol (hormônio que estimula enzimas responsáveis pelo acúmulo de gordura no abdome). Como relaxar? Escolha alimentos que diminuem sua ação no organismo (abacate, chá-verde, vitamina C); intercale as refeições de três em três horas e invista em terapias corporais como, por exemplo, reiki, shiatsu e biodança.

5 Acerte no óleo.
Ao cozinhar, prefira o de canola, de soja, de arroz ou de coco (sempre em pouca quantidade). Entre outros benefícios, eles aceleram o metabolismo.

6 Controle os hormônios. Eles mantêm o funcionamento celular, regulando o metabolismo energético e o peso corporal. A sugestão é consumir cereais integrais, quinoa, linhaça, soja, frutas e vegetais e castanhas e azeite de oliva.

7 Evite adoçantes artificiais. Eles aumentam a absorção de glicose – que será armazenada na forma de gordura no tecido adiposo (principalmente, na região abdominal). As versões naturais – à base de estévia – estão liberadas.

8 Troque as carnes vermelhas por peixes e aves. O ideal é consumir versões como pescada, sardinha, merluza e lambari. Elas possuem menos toxinas e metais tóxicos que comprometem a “barriguinha”.

9 Aposte em abacaxi, mamão e hortelã – principalmente após as refeições. Eles contribuem para uma eficiente digestão de proteínas, sendo potentes estimuladores estomacais.

10 Incremente a salada. A dica é misturar o azeite de oliva com o óleo de gergelim, o de linhaça e o de macadâmia na azeiteira. Para completar, disponha sobre ela algumas folhas de ervas, como a sálvia, por exemplo. O prato é um grande aliado do processo digestivo.

11 Pratique exercícios físicos. Afinal, têm efeito importante na redução da gordura. Combine atividades que aumentam a massa muscular com aulas de “jump” e “bike”. São excelentes!


Revista Dieta Já

8 comentários:

  1. amiga linda,

    passando para te desejar um lindo e vitorioso dia.
    beijossssss

    ResponderExcluir
  2. obrigada pela visita

    amei as dicas

    bjoss

    ResponderExcluir
  3. comentário acabei vindo conferir seu blog e já estou seguindo...amei as dicas para eliminar a barriguinha nada sex...



    bjoooooooooooooooooooooooooooooo

    ResponderExcluir
  4. Oi Rosangela!!

    Achei teu blog no da Simone, assim como o dela teu é ótimo parabéns.
    Eu estou fazendo RA e confesso se não fosse a minha barriga, já daria só para manter o peso mas ela insiste em não secar rsrsrsrs...
    Vou xeretar mais um pouco teu blog, logo logo eu volto

    beijo

    ResponderExcluir
  5. Aiii a bendita barriga...rsss...

    Bjs!

    ResponderExcluir
  6. Oi!!! td bem?
    Tô de volta, saudade da blogosfera e de ver as meninas daqui!

    Saudade dos seus posts sadios! Vim aqui matar!!!

    beijos

    ResponderExcluir
  7. oii flor é tçao bom secarmos a barriguinha.
    Ainda chego la.
    beijos e tenha um lindo dia.

    ResponderExcluir
  8. Amei a matéria,

    Preciso comprar este outro adoçante, porque tomo aquele com espartame.

    Obrigada por tudo flor!

    Um lindo dia e até mais.

    Bjokas:)

    ResponderExcluir