terça-feira, 9 de agosto de 2011

Radicais Livres

Clique para ampliar ( Imagem Revista Isto É)

Possivelmente você já ouviu falar de radicais livres, não é mesmo?! Entenda o que são, porque se fala tanto neles e como a alimentação pode prevenir a formação dos radicais livres.

Os radicais livres são formados a partir do metabolismo das células do nosso corpo. São formados normalmente pelo nosso organismo, mas em quantidades maiores torna-se um problema para a manutenção de funções normais, causando doenças importantes.

E são muitas as doenças relacionadas com a grande formação de radicais livres e, entre elas, podemos citar, o envelhecimento precoce, alguns cânceres, a artrite e as cardiopatias. Por outro lado, existem os compostos antioxidantes que combatem a formação dos radicais livres pelo nosso corpo. Estes compostos são os agentes responsáveis pela inibição e redução das lesões causadas pelos radicais livres nas células.

E os alimentos ganham força nisso porque são eles que trazem potentes compostos antioxidantes como a vitamina C, a vitamina E, o β-caroteno e os flavonóides.

Para diminuir a formação destes radicais livres e aumentar a quantidade de antioxidantes, é fácil. O segredo é consumir, todos os dias, alguns alimentos com estas vitaminas para combater a formação e diminuir alguns fatores que levam a maior produção de radicais livres.

É como uma balança... aumentar os fatores bons e diminuir os fatores ruins!!! Então, vamos as dicas para fazer com que a sua alimentação seja a favor do combate dos radicais livres.

Fatores que levam a maior geração de radicais livres e que devem ser evitados:

- Álcool em excesso
- Cigarro
- Alguns medicamentos
- Alimentos industrializados. 

Como minimizar os efeitos dos radicais livres: Suprindo o organismo com vitaminas e minerais adequados para combatê-los, como as vitaminas A, C e E, que são antioxidantes. Atreladas ao zinco, as vitaminas fortalecem o sistema imunológico, auxiliando no combate a gripes, resfriados e outras infecções. Aliada à alimentação equilibrada, deve-se evitar radiação solar inadequada, não fumar, não beber em excesso e realizar exercícios físicos regularmente.

A suplementação de vitaminas e minerais pode ser uma estratégia a ser utilizada para complementar os nutrientes que a alimentação não conseguir suprir.

Frutas, verduras e legumes são as principais fontes destes nutrientes:
Beta caroteno (precursor da vitamina A): presente em alguns alimento como cenoura, abóbora, espinafre, melão, batata doce.

Vitamina A: encontrada no fígado, no leite, no queijo, no bacalhau

Vitamina E: presente em óleos vegetais , nozes, castanhas e sementes.

Vitamina C: encontrada na acerola, kiwi, couve-manteiga, pimentão amarelo, limão, suco de laranja, brócolis e laranja.

Zinco: presente nas ostras, caranguejos, carne vermelha, aves (parte escura), leite e derivados, castanha de caju, amêndoas, amendoim, feijão.

Alimentos que devem ser consumidos em boas quantidades, todos os dias por prevenir a formação de radicais livres:

- Mamão, cenoura: são alimentos ricos em β-caroteno.
- Brócolis, salsa, cebolinha: apresentam grande quantidades de flavonóides.
- Laranja, tangerina, morango, abóbora: ricas em vitamina C.
- Chá verde, uva, morango, maça: boas fontes de flavonóides.

Então, não se esqueça, para melhorar sua saúde e prevenir doenças, faça uso de alimentos ricos em antioxidantes. E, claro, diminuía os fatores de risco para a formação dos radicais livres. 

  Dieta Certa

10 comentários:

  1. Rô!!!! Obrigada pelo post!!! Muito bom e conveniente para nós, conforme discutíamos no twitter! Creio que o tema seja de grande interesse para nós que praticamos exercícios de intensidade. Apenas p/ citar como exemplo, tenho uma amiga que se recusa a correr mais de 5km com medo da liberação de radicais livres em excesso! Na minha opinião acho exagero, mas cada um sabe o que é melhor para si! Conforme consta no post, sempre podemos conciliar e prevenir com uma boa alimentação! Parabéns e obrigada! Grande beijo!

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Mais uma dica preciosa, da minha linda consultora!
    bjo

    ResponderExcluir
  4. Olá...

    Otima dica..

    Estou amando comer brocolis...e sempre leio matérias dizendo que ele é bom pra várias coisas...to investindo nele até pra TPM...

    Beijos@

    ResponderExcluir
  5. Oiii

    Nossa sabe que nunca tinha parado pra ler sobre esse assunto, muito legal saber .

    beijos

    ResponderExcluir
  6. oi Rosângela, sou uma leitora assídua do seu blog, até criei coragem pra fazer um pra mim. Ainda não sei mexer muito bem, mas vou aprendendo!
    Vc é uma inspiração pra mim e pretendo emagrecer assim como vc tbm! obrigado bjinhos Pri

    ResponderExcluir
  7. Otimas dicas gostei muito mesmo
    Obrigado
    Bjuss

    ResponderExcluir
  8. Adorei!!!
    Rô agora que eu ví vc na Womens Health!! PArabéns vou procurar!!!!!
    bjoca

    ResponderExcluir
  9. já ouvi falar muito neles mas nunca prestei atenção devida.

    Prestarei mais atenção nos alimentos para prevenir a formação desses danadinhos.

    bjo

    ResponderExcluir
  10. RÔ adoro vir aqui, a qualidade dos assuntos que vc coloca me encanta, sou tua fã e vc sabe disso.
    Sempre que como brócolis não fico muito bem, sinto-me estufada igual é com o feijão, detesto isso pois sei o valor que tem estes alimentos, mas cada corpo é um corpo .txau dani

    ResponderExcluir