quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

Metabolismo lento ou intestino preguiçoso?

Entenda a diferença e saiba evitar

Nutricionista dá dicas simples de como contornar esses problemas tantas vezes confundidos

Muitas pessoas confundem metabolismo lento com trânsito intestinal. Mas essas são coisas bem diferentes. Segundo a nutricionista Joana Lemos, é importante esclarecer essas dúvidas, especialmente para quem suspeita que sofre com um dos dois problemas. A especialista explica que a alimentação tem influência direta na lentidão do metabolismo e também no funcionamento do intestino.
— Quando a pessoa está acima do peso, com porcentagem de gordura corporal elevada e realizando poucas e volumosas refeições no dia, está contribuindo para diminuir seu gasto energético. Como consequência de maus hábitos alimentares os intestinos podem não funcionar corretamente. Mas o fato de ter intestino preso não causa, necessariamente, uma redução no gasto energético. O que se vê, na prática, é que uma pessoa com alimentação fracionada, rica em fibras, adequada às suas necessidades e que pratica exercícios físicos, possui metabolismo e intestino funcionante — alerta.
Além disso, diz Joana, os dois problemas não tem uma relação de causa e efeito bem determinada.
— Um metabolismo mais lento pode interferir no funcionamento do intestino. No entanto, não há uma lógica definida na relação inversa (intestino - metabolismo) — afirma.

:: Metabolismo lentoJoana explica que o nosso organismo possui um gasto energético diário que independe do fato de fazermos exercícios físicos. Ele é chamado de metabolismo basal. Segundo ela, este gasto sofre intervenção de vários fatores como idade, sexo e composição corporal.
— Uma pessoa mais jovem, de sexo masculino e com mais massa muscular gasta mais energia assistindo televisão do que uma mulher idosa e com bastante gordura corporal fazendo a mesma atividade — exemplifica.
Outro gasto diário que temos é o gasto termogênico dos alimentos. Cada vez que nos alimentamos o nosso organismo tem de gastar energia para executar diversos processos: digestivo, absortivo e depósito dos nutrientes consumidos.
— Quando uma pessoa faz seis refeições, gasta mais energia do que ao fazer três. Existe, ainda, uma hipótese que refere que pessoas que fazem poucas refeições diárias tem seu metabolismo "poupador", como uma estratégia de prevenir a possível falta de energia — alerta.
Desta forma, afirma a nutricionistas uma pessoa sem nenhum problema hormonal, saudável, tem metabolismo lento quando tem metabolismo basal com pouco gasto e poupador, em relação as frequências alimentares.


:: Combatendo o metabolismo lento:
1) Fracione as refeições:
Coma de quatro a seis vezes por dia. Faça duas refeições principais, almoço e jantar, e de dois a quatro pequenos lanches intermediários.
2) Seja seletivo:
Dê preferência aos alimentos ricos em fibras, com baixa densidade energética, ou seja, com menos calorias. Nos lanches, opte por frutas e iogurte. Além disso, consuma pouca quantidade de gorduras e açúcares.


:: Intestino preguiçoso
Joana revela que o intestino preguiçoso ou obstipação intestinal é caracterizado tanto pela diminuição da frequência evacuatória, como pelo endurecimento das fezes. Ela destaca, no entanto, que nem sempre uma pessoa que não evacua todos os dias é tida como constipada, desde que esse seja o seu normal há algum tempo, que não sinta dor ao evacuar, e que não tenha as fezes endurecidas e sensação de esvaziamento incompleto do reto.
— Para aquela pessoa cujo hábito é defecar todos os dias, no momento que essa frequência muda, juntamente com a consistência das fezes, pode ser um sintoma de constipação intestinal e deve ser tratado — diz.
A nutricionista revela que alterações nos "movimentos peristálticos" são os principais responsáveis por essa mudança de padrão.
— A diminuição do número de evacuações é causada, geralmente, pela diminuição ou lentidão desses movimentos que impulsionam o conteúdo do bolo fecal para excreção — afirma.


:: Combatendo o intestino preguiçoso
1) Fracione as refeições:
Para enfrentar o problema, você deverá incorporar hábitos de vida saudável, com horários para alimentar-se e fracionamento das refeições ao dia.
2) Seja seletivo:
Procure, sempre que possível, dar preferência a alimentos ricos em fibras, tanto as solúveis quanto as insolúveis. O consumo de fibras influencia na absorção de nutrientes, no metabolismo de carboidratos e gorduras, no peso e consistência das fezes e na fermentação dos alimentos pelas bactérias intestinais.
3) Tome mais líquidos:
De nada vai adiantar aumentar a ingestão de fibras, se você não ingerir líquidos suficientes. Consuma, no mínimo, dois litros de líquidos durante o dia, com especial destaque para a ingestão de água.
4) Faça exercícios físicos regularmente
Procure, sempre que possível, fazer algum exercício físico prazeroso como: caminhar, dançar, correr, nadar, etc.

BEM-ESTAR

 

14 comentários:

  1. Eu acho que tenho SII(Síndrome do Intestino Irritado) porque está tudo certinho com a alimentação, o intestino funcionando bem, não mudo nada e meu intestino para.
    Sinistroooo.

    ResponderExcluir
  2. Arrazou RÔ..Amei as dicas. Meu intestino é mto preguiçoso e meu metabolismo mais preguiçoso ainda.
    Valeu!!!!!!

    Bjão

    [Mya]

    ResponderExcluir
  3. adorei o post! meu intestino é lento, mas principalmente qd to fora de casa...
    Um saco!

    Beijo!

    ResponderExcluir
  4. Oii.. show o post viu.. meu intestino é super preso, ja fiz de tudo que eh possivel e ainda continua lento... e acho q atrapalha e muito no processo de emagrecimento.. ah, e a foto do post anterior, me vi nela.. anos atras, fazia isso, deitava no sofa com um monte de comida em volta.. agora nao faço isso de jeito nenhum... geralmente coloco uma garrafinha de agua do lado, ou vo caminhar em vez de ficar em frente a tv.. ainda bem q podemos mudar nossos habitos ne..
    tantao de bjs pra vc...

    ResponderExcluir
  5. Eu tenho intestino preguiçoso, é só começar comer coisas erradas que ele trava literalmente .

    Bjus

    ResponderExcluir
  6. como a maioria das mulheres, tb sofro um pouco com meu intestino. Mas agora tenho tomado iogurte e a coisa deu uma melhorada. Mas nada de a galera passar a investir em laxantes, pois a lentidão acaba só piorando com o passar do tempo.

    ResponderExcluir
  7. Oi
    Adorei o post muito informativo. Bjos

    ResponderExcluir
  8. SABE QUE É UMA VERDADE AMIGA TEM QUE VER SE É O INTESTINO AO INVES DO METABOLISMO.
    OBRIGADA PELAS DICAS DA AGUA GELADA E GELATINA VIU.
    BEIJOKAS

    ResponderExcluir
  9. Tô aqui, sempre dando uma lida e aprendendo com os textos que vc publica...a mana se puxa na seleção do assunto e do texto, então vale a pena sempre vir dar uma conferida...
    Bjão,
    teu "mano do core"

    ResponderExcluir
  10. Oi Rô!
    Blog já bombando, né linda?
    Coisa boa...

    Pra resolver este assunto de intestino preguiçoso já fiz minha "arte" lá no blog. Né mole, não...rs!

    Boa quinta, miguinha*

    ResponderExcluir
  11. O meu é estacionado.rsrsrs Fogo!!!

    ResponderExcluir
  12. Acho que meu intestino é preguiçoso rsrsrs E eu tbm!!!

    Bjokas

    ResponderExcluir
  13. Oi
    Nossa gostei demais do que você postou. Algumas medidas simples podem ajudar e muito a solucionar esse problema que é muito chato e de quebra dar uma acelerada no metabolismo. Jóia
    Beijos

    ResponderExcluir